segunda-feira, 9 de julho de 2012

-> Igarapeba

Igarapeba é um distrito de São Benedito do Sul, e fica a pouco mais de 6 km da sede do município, seguindo pela PE-126, sentido leste. Da PE-126 até o distrito, pegamos um acesso de 1 km, com calçamento e chegamos até a Estação Ferroviária, inaugurada em 1884, e à antiga ponte sobre o Rio Pirangi que dava acesso ao restante do povoado e foi destruída pelas cheias de 2010.
Sem a ponte e na falta de tempo, não registramos imagens das ruas e da Igreja, de perto. Mas, sabendo da reconstrução do acesso em 2012, possamos voltar para completar nossa tarefa. 

Um dos belos visuais da PE-126, Igarapeba vista da estrada de acesso ao distrito, Estação Ferroviária, Linha Férrea atingida pelas cheias de 2010.

Estação Ferroviária de Igarapeba, Rio Pirangi e Ponte destruída pelas cheias de 2010.

Curiosidades:
De Igarapeba, figuras de expressão internacional como Waldemar Lopes, um dos maiores sonetistas do País, que dá nome a uma praça na cidade do Porto em Portugal; Amauri de Medeiros, presidente da Academia Pernambucana de Letras; Grandes nomes do passado como: Alcides Lopes, Edmundo Gusmão que escreviam para um Jornal Local e correspondiam para o Jornal do Commercio de Recife.
Em 1998, os meninos matriculados na Fundação José Luiz da Silveira Barros receberam a visita do embaixador da Unicef, o ator inglês Roger Moore (o ex-agente secreto 007 dos filmes de ficção), que afirmou na ocasião se sentir encantado com o trabalho realizado com aquelas crianças, se referindo ao programa de erradicação do trabalho infantil. 

Igarapeba também serviu de cenário para o cinema brasileiro. Moradores atuaram como figurantes no filme História de Um Valente Homem Feito de Flôr a Ferro, que Narra A brava história de Gregório Bezerra.  

12 comentários:

  1. eu nasci em igarapeba em 1971 e sai dai com 17 anos
    mas em ver essas fotos confesso q me emociono muito
    para bens pelo criador desse blog

    ResponderExcluir
  2. Obrigado!
    Infelizmente não atravessei o rio para conhecer a Igreja e o restante deste simpático distrito. Um lugar com uma energia muito boa e essa estação ferroviária me fez pensar em quantas pessoas passaram por lá.

    ResponderExcluir
  3. Sou de Igarapeba da minha tia Luiza Vieira, Fazenda Bananeira da época de meu Avo Manoel Belo da fazenda serra grande do meu Avo Antonio Vieira. Sai de Igarapeba em 1972 com 7 anos, mais até hoje muita saudades.
    Deus abençoe essa terra e o povo que nela vive.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria que me adicionada procuro familia ai podia mi ajudar

      Excluir
  4. Antelmo, tua terra é muito interessante.
    O Rio, a Estação de Trem, o povoado. Foi com muito gosto que estive lá e registrei essas imagens.
    Infelizmente, até hoje, a ponte não foi restaurada e os trilhos estão suspensos desde a cheia de 2010.
    Espero voltar lá um dia e dar um passeio pelo povoado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo hj a ponte de igarapeba já foi restaurada esperamos por vc venha nos visitar e assim conhece mas de perto nossa amada igarapeba

      Excluir
    2. Uma pena que a Histórica Estação Ferroviária, não tenha sido restaurada até hoje!

      Excluir
  5. amei conhecer a Terra onde nasci.gostaria de ver mais fotos pois desde qdo nasci nunca mais voltei.(1971)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um dos meus lugares preferidos, embora só tenha visitado uma vez. Assim que puder, voltarei para fotografar mais.

      Excluir
  6. Nasci em 1947 na vila de Igarapeba. Meu pai José Cardoso (comerciante, agricultor e vereador) abriu estradas para a usina Peri-Peri, Sítio Olhos Dagua e pela mata do Uruçu para Maraial. Moro no Paraná. Sou professor aposentado pela UFRN de Natal/RN. Contato: zoroastrocardoso@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo contato, Professor! Visitamos Igarapeba em 2012. Esperamos voltar lá, um dia!

      Excluir
  7. Nasci em São Benedito do sul,e fui por diversas vezes quando pequeno para Igarapeba,com meu pai José Martins de lemos e guardo boas recordações.

    ResponderExcluir