terça-feira, 26 de julho de 2016

Machados


Machados fica entre São Vicente Férrer e Bom Jardim. Fica próximo à PE-089, sendo possível chegar lá saindo do Recife pela BR-232; BR-408; ou mesmo pela BR-101.
Possui, como São Vicente Férrer, centenas de Hectares de plantações de Banana, principal produto do município.

Entrada da cidade e Capela.

No início da zona urbana do município nos deparamos com um Cristo Redentor, que dá boas-vindas aos moradores e visitantes.
A cidade tem praticamente uma só avenida, que corta a mesma de um lado a outro, passando pelas principais construções de Machados, como a capela.

Praça e Igreja de São Sebastião e Mercado Público.
A parte mais bonita da cidade é o conjunto da Praça com a Igreja de São Sebastião, padroeiro local. Junto da praça ficam alguns imóveis interessantes e o Mercado Público.
Antiga placa da Cliper; Prefeitura; Praça da Bíblia e seus imóveis.
Curioso foi encontrar uma placa do antigo refrigerante Cliper, muito famoso durante parte do século XX.
A Prefeitura fica em um imóvel simples, sem nada excepcional. Já a praça da bíblia vale uma foto. Pena que a maior parte da cidade não está tão conservada como os imóveis dessa pracinha.

Histórico:

"Machados está situado em terras do antigo Engenho Bom Destino, que pertencia ao município de Bom Jardim. Pela proximidade ao Engenho Machado (propriedade de uma família de mesmo nome), o município recebeu o nome Machados. O marco zero, localiza-se onde atualmente está edificada a Igreja Evangélica Congregacional. A primeira casa, construída por Manoel João Rodrigues do Nascimento, no ano de 1890 e, lhe serviu de residência e ponto comercial. Tal fato, despertou a atenção de outras pessoas, que começaram a construir novas casas, iniciando, assim, a Vila Machados. A partir de sua fundação o povoado cresce e é elevado a categoria de vila. Em 10 de outubro de 1917 realiza-se a primeira feira livre, que resistindo às pressões de alguns políticos da região, foi se firmando e atraindo a atenção dos comerciantes das comunidades vizinhas, que aqui instalavam suas barracas a fim de comercializarem seus produtos.
  • Lei Estadual 4994, de 20 de dezembro de 1963, Art. 1º:Fica criado o município de Machados, desmembrado do município de Bom Jardim, cuja sede será a do atual distrito de mesmo nome, que será elevado à categoria de cidade.
  • Decreto-lei Estadual nº 61, de 5 de agosto de 1969, Art. 7º:Ficam transformados em termos, das comarcas a que pertencem, os seguintes distritos: ... 25 - Machados."
Fonte: Wikipédia

2 comentários:

  1. Ao longo dos anos da sua existência, Machados sempre foi perseguido politicamente, ao ponto de no início nos idos de 1900, houve resistência para a Cilinha não crescer, com Orobó e Bom Jardim intervindo para que não iniciasse sua primeira feira proibindo os mascotes entrarem.
    A perseguição aumentou em 1928, quando, até hoje seu território não recebeu parte do território de Siriji que passou a lhe pertencer por direito.
    Em 1963, com sua emancipação, veio o grande golpe. A lei da emancipação de Machados misteriosamente teve suprimido um trecho de 3 km no Riacho Tiúma e, com isso, Machados encurtou e Orobó ficou com a divisa dentro da antiga zona urbana.
    Somente 40 anos depois foi que descobrimos ao pesquisarmospesquisarmosnos arquivos da ALEPE.
    Agora, em dezembro de 2018, finalmente a ALEPE corrigiu o ERRO e REPUBLICOU a Lei constando o percurso do Riacho Tiúma.
    6 meses já se passaram e nada de devolverem o nosso território invadido.
    Até quando essas injustiças irão continuar?

    ResponderExcluir

  2. Ao longo dos anos da sua existência, Machados sempre foi perseguido politicamente, ao ponto de no início nos idos de 1900, houve resistência para a Vilinha não crescer, com Orobó e Bom Jardim intervindo para que não iniciasse sua primeira feira proibindo os mascotes entrarem.
    A perseguição aumentou em 1928, quando, até hoje seu território não recebeu parte do território de Siriji que passou a lhe pertencer por direito.
    Em 1963, com sua emancipação, veio o grande golpe. A lei da emancipação de Machados misteriosamente teve suprimido um trecho de 3 km no Riacho Tiúma e, com isso, Machados encurtou e Orobó ficou com a divisa dentro da antiga zona urbana.
    Somente 40 anos depois foi que descobrimos ao pesquisarmospesquisarmosnos arquivos da ALEPE.
    Agora, em dezembro de 2018, finalmente a ALEPE corrigiu o ERRO e REPUBLICOU a Lei constando o percurso do Riacho Tiúma.
    6 meses já se passaram e nada de devolverem o nosso território invadido.
    Até quando essas injustiças irão continuar?

    ResponderExcluir